Renato Gaúcho diz que bagunça o faria recusar CBF e lembra carreira: Nunca me coloquei em dúvida
Fonte: Da Redação 06/02/2024 ás 16:03:51 1206 visualizações

O sessentão Renato Portaluppi foi padeiro ainda na infância. Montador de móveis adolescente. Ídolo máximo do Grêmio aos 21. Mistura de jogador com astro pop dos anos 1980 do Flamengo e despertou paixões em todo lugar por onde passou. O quasi, diriam os tifosi italianos.

Em entrevista no Abre Aspas do ge por quase 1h30 em Alcatraz, como chama carinhosamente a “prisão” de luxo que é o hotel onde vive em Porto Alegre, o treinador do Grêmio falou da vida, contou vantagens e falou de métodos particulares. Declarou-se ao Rio de Janeiro e prometeu, quando parar de trabalhar, ser mais um velhinho de 70, 80 anos na praia de Ipanema jogando futevôlei.

Abre Aspas: Renato Gaúcho

Nome: Renato Portaluppi, 61 anos. Atual técnico do Grêmio

Nascimento: 9 de setembro de 1962, em Guaporé (RS), criado em Bento Gonçalves

Carreira de jogador: Esportivo, Grêmio, Flamengo, Roma, Botafogo, Cruzeiro, Atlético-MG, Fluminense e Bangu. Fez 42 jogos pela Seleção, com cinco gols.

Principais títulos: Pelo Grêmio, campeão Brasileiro (1981), da Libertadores e Mundial (1983) e Gaúcho em 1980, 1985 e 1986. Pelo Flamengo, Copa União (Brasileiro) em 1987, e Copa do Brasil (1990). Pelo Cruzeiro, Supercopa Sul-Americana e Mineiro (1992). Pelo Fluminense, Carioca (1995). Na Seleção, Copa América (1989).

Carreira de treinador: Madureira, Fluminense, Vasco, Bahia, Grêmio, Athletico e Flamengo.

Principais títulos: Duas Copa do Brasil (2007, pelo Fluminense, e 2016, pelo Grêmio). Libertadores da América, com o Grêmio, em 2017, além da Recopa Sul-Americana de 2018. Títulos Gaúchos com o Grêmio em 2018, 2019, 2020 e 2023.

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias