MDB deverá amargar derrota se insistir em disputar a prefeitura
Fonte: Da Redação 25/02/2024 ás 14:34:53 736 visualizações

A secretária-geral do MDB em Mato Grosso, deputada estadual Janaina Riva (MDB), afirma que o diretório municipal de Cuiabá da sigla irá amargar uma derrota grande nas urnas se insistir no projeto de candidatura própria para a Prefeitura de Cuiabá nas eleições deste ano.

Comandado pelo advogado Francisco Faiad, o diretório do MDB de Cuiabá cogita o nome de Juca como possível nome para a disputa eleitoral. O parlamentar é um dos braços-direitos do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

"Acho até que vai amargar uma derrota nas urnas muito grande, em outubro, aqui na Capital. Isso vai demonstrar que tentamos, de todo jeito, conduzir o partido para um caminho diferente", diz a deputada em entrevista para à imprensa, na última semana (20).

Para os jornalistas, Janaina reafirma que o diretório estadual do MDB está fechado com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil).

A deputada passou meses em articulação com o presidente do MDB a nível nacional, o deputado federal Baleia Rossi, para que impedir que Emanuel comandasse a sigla em Cuiabá por meio do seu filho – o deputado federal Emanuelzinho. No início de fevereiro deste ano, ela conseguiu diluir a influência do prefeito com a nomeação de aliados seus no diretório municipal da sigla. Ainda assim, a direção caminha contra a decisão estadual.

Janaina diz que não vai mais interferir na decisão do MDB municipal. “Não temos interesse em ter Emanuel no nosso grupo”. Ela pontua também que Juca tem conhecimento do apoio de outros membros de peso da sigla para Botelho.

"O Juca sabe disso. Tenho o maior carinho por ele, mas esse é um projeto que estamos construindo desde o ano passado. Ele tem ciência disso. Não acredito que ele vá ser candidato. É um nome que, sem dúvida, tem nosso respeito. Mas, nesse momento, não pode ter nosso apoio porque ninguém pode ter duas palavras – e a palavra foi dado para Botelho", ressalta.

A deputada cita que não só ela, mas o ex-deputado federal Carlos Bezerra (presidente do MDB de Mato Grosso), o deputado federal Juarez Costa e os deputados estaduais Dr. João e Thiago Silva estão fechados com Botelho.

"Queremos manter esse grupo, que foi vencedor com a campanha do governador Mauro Mendes e do vice Otaviano Pivetta, unido", disse.

Na última semana, Janaina anunciou que, se o MDB caminhar com o grupo do Emanuel, irá articular para retirar os nomes da sigla, levá-los para outros partidos e deixar o diretório municipal por conta própria. “Se for um MDB conduzido pelo Emanuel Pinheiro, vai com Deus [diretório do MDB de Cuiabá]”, diz hoje.

Grupos de vereadores da sigla, que se colocam como oposição à Emanuel, não devem ficar no partido. Isso porque os nomes ligados ao prefeito devem ser favorecidos no pleito e conseguir a vaga na Câmara. Na prática, se o MDB municipal lançar um candidato, o diretório estadual da sigla não deve aparecer na campanha para apoiá-lo.


Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias