Max Russi propõe ampliação dos cargos na Mesa Diretora da Assembleia
Fonte: Da Redação 13/06/2024 ás 11:06:16 178 visualizações

O deputado estadual Max Russi (PSB) ingressou com uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC)    na  que visa ampliar cargos na Mesa Diretora, como já ocorre em alguns estados. Se aprovado, a  Assembleia Legislativa terá três vice-presidentes e seis secretários, o que são considerados suplentes para não desfalcar a bancada, caso algum membro precise sair. Leia Aqui

A Proposta deverá entrar em pauta  na Comissão de Constituição, Justiça e Redação na próxima semana.

“A PEC de ampliação de alguns cargos da Mesa Diretora, assim como são feitos em outros estados no Brasil. Mais deputados tem interesse em participar da Mesa, preferem estar junto ao comando da Casa, então acho que é um projeto bastante interessante e deve contra com o apoio da ampla maioria”, defendeu Max Russi.

Atualmente a Mesa Diretora conta com Eduardo Botelho (presidente); Max Russi (1º secretário); Janaina Riva (1ª vice-presidente); Wilson Santos (2º vice-presidente); Valdir Barranco (2º secretário); Gilberto Cattani (3º secretário) e Valmir Moretto (4º secretário).

Na PEC, Russi propõe  que haja um 3º vice-presidente, assim como 5º e 6º secretários na composição da Mesa. O parlamentar é cotado para ser o próximo presidente do Legislativo no biênio 2025/2027.

O atual presidente da Assembleia Eduardo Botelho (União Brasil ) justificou que a PEC resguarda a conjuntura da Mesa Diretora. “Obrigatoriamente a Mesa tem que ter 2º vice, 3º vice e se sai um, teria que fazer outra eleição, porque esses cargos tem que ter a reposição dele. Então estamos criando a figura do suplente”.

O deputado estadual Júlio Campos (União Brasil) disse que a previsão é que a PEC seja colocada em pauta na Comissão de Constituição, Justiça e Redação na próxima semana.

“Está votando uma emenda que vai ser na próxima semana discutida na Comissão de Constituição, Justiça e Redação ampliando mais um cargo de vice-presidente e mais dois cargos de secretários da Mesa Diretora, se equivalendo ao Congresso Nacional e a Câmara dos Deputados. Mas é um assunto que está sendo discutida ainda, não passou pela Comissão”, pontuou.

Júlio Campos aprofundou ainda mais o tema defendendo que os parlamentares que compõe a Mesa Diretora na Casa e ocupam cargo de líder do governo, não assumam as presidências das comissões para que os demais não percam seu protagonismo.

“Acomoda-se mais gente. Eu sugeria o seguinte, poderia acomodar todo mundo, os membros da Mesa, líder do governo e líder de bancada não poderiam presidir Comissões da Casa, aí sim teria condição de acomodar todos os parlamentares praticamente. Vamos conversando, esse assunto precisa ser discutido em uma reunião da bancada interna, não só do colegiado, é uma solução. Mas acho que não tem tantas pessoas querendo ser membro da Mesa não”, concluiu.

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias