John Textor, dono da SAF do Botafogo, usará relatório na defesa de processo da CBF
Fonte: Globo Esporte 06/12/2023 ás 21:44:10 859 visualizações

O jornalista André Rizek explicou no Seleção sportv desta quarta-feira como John Textor usará o relatório sobre os supostos erros de arbitragem contra o Botafogo no Campeonato Brasileiro. Segundo ele, o documento será anexado à defesa no processo criminal movido pelo presidente da CBF Ednaldo Rodrigues.

- Ele (Textor) foi acionado na Justiça Comum, criminalmente, e também na Justiça Desportiva. E está levando esse relatório para se defender na Justiça Comum. Ele pode também, já me adianto, levar esse relatório para o Ministério Público. Mas aí não é Justiça. Então, quando eu disse que ele está levando esse relatório para a Justiça Comum, para quem não assistiu a todo o programa de ontem e viu só um corte, é para se defender da ação criminal - afirmou Rizek.

O relatório foi produzido por uma empresa estrangeira chamada "Good Game!". Foram analisados lances tanto da edição de 2023 quanto da edição de 2022, e Textor entende que o documento comprova manipulação de resultados no futebol brasileiro.

- Eu considero o relatório inconsistente. Lances que esse relatório aponta erros claros contra o Botafogo, aqui, na casa, para os comentaristas de arbitragem, não foram erros. Foram lances que, no mínimo, geraram controvérsia. Só para esclarecer - reafirmou André Rizek.

No dia 1º de novembro, John Textor falou em "corrupção e roubo" no Brasileirão depois da derrota do Botafogo para o Palmeiras por 4 a 3, no Nilton Santos. Ele foi suspenso preventivamente pelo STJD e processado pela CBF.

Na véspera do jogo entre Fortaleza e Botafogo, o dono da SAF alvinegra, John Textor, surpreendeu ao publicar nas redes sociais relatório sobre a arbitragem na derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, em 16 de setembro. Na análise do estudo contratado pelo empresário americano, o "resultado real" seria 1 a 1.

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias