Barranco critica cassação de Edna e coloca vereadora como vítima
Fonte: Da Redação 06/06/2024 ás 23:19:40 785 visualizações

A presidente do PT em Mato Grosso, o deputado estadual Valdir Barranco, divulgou nota de repúdiou à cassação da vereadora por Cuiabá Edna Sampaio (PT). Barranco coloca a vereadora como "vítima", equiparando a segunda condenação de Edna, nesta quinta-feira (6), aos crimes de "misoginia, racismo, intolerância e violência política de gênero".  

"O ódio contra mulheres, em especial as filiadas ao Partido dos Trabalhadores, precisa parar. Antes da sua cassação, Edna foi vítima de sistemáticas acusações e de uma campanha de difamação do mandato do PT na Capital, algo que revelou o incômodo dos setores conservadores e reacionários em relação à atuação destemida e progressista da parlamentar", diz trecho do documento. 

Edna é a primeira vereadora negra da história da Câmara de Cuiabá. Com sua saída, o número de mulheres com cadeiras no Legislativo cai de três para dois. O presidente do PT destacou esse cenário e lamentou a perda da representatividade feminina. 

"Quem mais perde representatividade com a saída da nossa parlamentar são as mulheres, o povo negro, a população LGBTQIA+, as juventudes e todas as minorias por ela representada", falou Valdir Barranco.

A maioria da Câmara acompanhou o parecer da Comissão Processante pela perda do mandato em decorrência do uso irregular da verba indenizatória da chefia de gabinete, caracterizando a "rachadinha". Dos 20 vereadores, 19 votaram com o relator. Apenas o vice-líder do governo, Renivaldo Nascimento (PSDB), foi contra a cassação. Outros cinco, incluindo Edna e o líder do governo, Marcrean Santos (MDB), estavam ausentes.

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias