Putin afirma que pretende invadir mais regiões da Ucrânia
Fonte: Da Redação 18/03/2024 ás 21:09:00 337 visualizações

Após sua vitória nas eleições presidenciais no domingo (17), Vladimir Putin, da Rússia, afirmou que pretende invadir mais regiões da Ucrânia para criar uma zona de tampão que proteja as forças russas que estão em território já dominado de ataques de longo alcance e de incursos dos ucranianos.

No domingo à noite, Putin afirmou o seguinte: “Nós seremos forçados, em algum momento, a considerar ser necessário criar uma espécie de ‘zona sanitária’ nos territórios controlados pelo (governo ucraniano)”.

Essa espécie de zona tampão, segundo Putin, seria difícil de invadir com as armas de ataque estrangeiras que os ucranianos têm.

Putin fez essas afirmações após a divulgação dos resultados das eleições que ele venceu.

Recentemente, os russos tiveram algumas vitória em campo. Os ucranianos estão com falta de munição e há relatos de que os soldados estão cansados, depois de uma guerra que já dura mais de dois anos.

Hoje, a linha de frente da guerra tem uma extensão de mais de mil quilômetros nas regiões leste e sul da Ucrânia.


A Ucrânia tem feito ataques de longa distância para atingir refinarias e depósitos já em território russo.

O líder russo tem dado declarações vagas sobre os objetivos dele na Ucrânia desde que a invasão total não aconteceu.

Terceira Guerra Mundial

Ele também falou sobre a possibilidade de países do Ocidente enviarem tropas à Ucrânia. Um conflito entre a Rússia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) colocaria o mundo “a um passo” da Terceira Guerra Mundial, afirmou ele.

Putin disse isso em uma referência indireta a um pronunciamento recente do presidente Emmanuel Macron, que disse que não se deve descartar a possibilidade de enviar tropas de países ocidentais para a Ucrânia (no entanto, ele disso, a situação atual não exige isso).

O presidente russo falou sobre as possibilidades de negociações de paz com a Ucrânia.

Ele disse que a Rússia está aberta para negociações, mas que não vai ser iludida a firmar uma trégua que permita que a Ucrânia readquira armamentos.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, não se mostrou disposto a essas negociações e afirmou que Putin deve ser levado à Corte Criminal Internacional, na cidade de Haia, na Holanda. Há um mandado de busca contra Putin emitido pela corte.

Enviar um comentário
Comentários
Mais notícias