CIDADES ▸ MÁ ADMINISTRAÇÃO

UPA 24 Horas era pra ser entregue na gestão da Ex-prefeita Meire Adauto

Uma ocorrência que não é rara no Brasil é o abandono de obras por empresas que vencem licitações, mas desistem no meio do caminho. Os danos causados por estas atitudes não se limitam aos gastos públicos relacionados com o objeto da licitação. 

Moradores de Poconé (104 km ao sul de Cuiabá) até hoje criticam atraso na entrega de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) prevista para entrega no segundo ano de gestão da Ex-prefeita Meire Adauto.

Em 2017, o atual Prefeito de Poconé, Tatá Amaral encaminhou ao Ministério Publico Federal uma denuncia para apurar um suposto desvio de dinheiro público. De acordo com dados na época, foram identificados: pagamentos realizados sem existência de medições e pagamentos superiores aos valores previstos no contrato.

Prédio abandonado, barreira de madeira derrubada e com sinais de que pessoas estariam residindo no local. Foi assim que o promotor de Justiça Alexandre Balas encontrou a obra da Unidade de Pronto-Atendimento de Poconé, (UPA). Ao investigar as informações sobre a obra, o promotor se deparou com a notícia, que a UPA, que deveria ter sido entregue  a muito tempo para população, já está concluída e com todo o recurso repassado ao município.

"Segundo o Portal SISMOB-Cidadão do Ministério da Saúde, todos os recursos públicos (R$ 2.200.000,00) foram repassados ao Município de Poconé e a obra foi dada como concluída em 30/04/2014, o que de fato não aconteceu", destacou o promotor, na portaria que instaurou inquérito para investigar a responsabilidade pela situação atual da obra e a sua não conclusão.

Em 2019 para não abandonar a obra de responsabilidade da ex-prefeita Meire Adauto, a Prefeitura Municipal de Poconé na atual gestão assumiu a responsabilidade e contratou uma empresa para continuação da obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Para terminar a obra, a Secretaria Municipal possuía apenas um montante de R$ 240.000,00 que foi encaminhado pelo Governo Federal, com isso a prefeitura teve que realizar os investimentos com recursos próprios no valor de R$ 496.629,00.

O Prefeito Tata Amaral diz que opositores tentam pregar na população que ele seria o responsável pelo abandono da Obra. “Veio o dinheiro no começo da gestão passada, tinham 4 anos para construir uma obra que tinha prazo de 365 dias, gastaram a verba não se sabe com o que, e a obra não foi concluída”.

Tata pediu paciência a população, e garantiu que não vai fazer como gestores irresponsáveis fizeram no passado, começaram várias obras e não terminaram. “Cada obra na minha gestão que eu lançar, será entregue a população, além disso vamos recuperar as obras que deixaram abandonadas em nosso município”. Declarou Tatá.

Todos os Direitos reservados a Poconet Notícias.

Comentários