POLÍCIA ▸ EM NOME DE DEUS

TV revela identidade de acusado de abusar de filhas de fiéis em Poconé

Evangelista de Igreja Evangélica em Poconé (104,3 km de Cuiabá) é acusado de abusar de filhas de fiéis, segundo a reportagem do programa "De Olho na Cidade", da TV Cidade Verde que vai ao ar nesta sexta-feira (09).

A denúncia conta com depoimentos fortes das mães das vítimas que alegam, "ele fazia em nome de Deus". Fato este que assusta ainda mais.

A moral dos pastores de igrejas são questionadas no país há algum tempo, são diversos escândalos em diversas religiões, principalmente nas mais famosas. Casos de padres, pastores e até o caso mais famoso de João de Deus, o médium que aproveitou de suas 'ovelhas'.

Os abusos de fiéis foram parar até na tela de cinema, o filme Spotlight - Segredos Revelados, relata uma história real que aconteceu no Estados Unidos. Spotlight trata da equipe de jornalismo investigativo do jornal The Boston Globe, que apura casos de abuso sexual e pedofilia[6][7] por membros da arquidiocese católica de Boston. o filme foi alvo de várias críticas. Um defensor da Igreja criticou-o no The New York Times afirmando que "Spotlight é uma deturpação de como a Igreja tratou os casos de abuso sexual".O filme foi indicado a seis Oscars na premiação de 2016, na qual venceu as categorias de Melhor Filme e Melhor Roteiro Original.

O CASO MAIS FAMOSO

João de Deus foi condenado,  a 19 anos e quatro meses de prisão em regime fechado por crimes sexuais cometidos contra quatro mulheres durante atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no Entorno do Distrito Federal. Detido há um ano, ele responde a outras 12 denúncias e sempre negou os crimes.

As acusações contra ele vieram à tona dias antes, em 7 de dezembro daquele ano.

A intenção da matéria não é depreciar a religião, mas alertar a importância de se atentar aos crimes e principalmente denunciar. Veja vídeo:

 

Comentários