POLÍCIA ▸ ARMA DE FOGO

Tribunal de Justiça de MT nega trancar inquérito contra Dom Wagner

Os desembargadores da Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ/MT) negaram nesta quarta-feira (04.09) o trancamento do Inquérito Policial contra o “digital influencer” Wagner Wilton do Carmo, o “Dom Wagner”, por suposto porte ilegal de arma de fogo.

Consta dos autos, que em 02 de agosto “Dom Wagner” foi detido após se encontrado um revólver calibre 38 na sua residência no município de Poconé (a 100 km de Cuiabá). Na época, a apreensão ocorreu após o “digital influencer” divulgar um vídeo em que um dos convidados de sua casa estava armado.

Após prestar depoimento e apresentar o registro da arma, Dom Wagner foi liberado. Ele chegou a gravar um vídeo afirmando que não era bandido. “Eu não sou bandido, sou felicidade, bebê”.

Posteriormente, a defesa ingressou com pedido no TJ/MT para o trancamento do Inquérito Policial. Porém, em sessão da Segunda Câmara Criminal, o desembargador-relator, Pedro Sakamoto, não reconhecendo o pedido sob argumento que não é da competência do Tribunal jugar o pedido e sim o Juízo da Vara Única de Poconé.

“Desta forma nego o pedido de constrangimento ilegal e remesso os autos ao Juízo da Vara Única de Poconé”, disse o magistrado, o voto foi acolhido pelos demais membros da Câmara Criminal.

Comentários