ESPORTES ▸ DOPPING

Treinos no Peru e olho no Inter: como é a rotina de Guerrero um mês após suspensão

Da chegada digna de estrela ao dia a dia de treinamentos, Paolo Guerrero se preparava para estrear pelo Inter e tentar corresponder aos anseios dos milhares de colorados que se abarrotaram no aeroporto Salgado Filho e na arquibancada do Beira-Rio para recebê-lo... Até a Justiça Comum suíça revogar o efeito suspensivo que lhe permitia atuar.

A reviravolta jurídica interrompeu sua trajetória pelo Colorado antes mesmo do início tão esperado e o conduziu a uma nova luta particular para voltar a exercer a profissão ao longo dos últimos 31 dias. A queda da decisão liminar que reativou a suspensão do centroavante por doping por mais oito meses completa um mês neste domingo, dia em que o jogador reencontraria o Corinthians, em Itaquera, pelo Brasileirão.

Mesmo afastado dos gramados, Guerrero vive uma rotina intensa de treinos, reuniões com autoridades e de muito apego à família. Tudo isso, sem perder contato com o Inter. O jogador conversa diariamente com os companheiros e assiste e torce a cada jogo da equipe.

Recentemente, os advogados do atleta entraram com um recurso e pediram novo efeito suspensivo à pena na Justiça Suíça. O centroavante, aliás, deixa todos os esforços referentes ao processo nas mãos de seu corpo jurídico. Mas também se envolve com o que pode para auxiliar na estratégia de defesa.

Em um lobby para comprovar sua inocência, o jogador já se reuniu com o presidente do Peru, Martín Vizcarra. Recentemente, também visitou o Tribunal Constitucional do país para consultar sobre as possibilidades de apelar na Corte Internacional de Direitos Humanos. Sua última empreitada ocorreu na quinta-feira.

Comentários