CIDADES ▸ PANDEMIA

Secretário afirma que retorno das aulas pode ser adiado em Mato Grosso

Devido ao pico de agravamento da Covid-19, o coronavírus, previsto para ocorrer entre a segunda quinzena de abril e os primeiros 15 dias de maio, o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo não descarta estender o prazo para o retorno das aulas nas escolas públicas de Mato Grosso, previsto para ocorrer no diab 5 de abril. 

"Provavelmente é uma decisão que vai ter que ser revista. Se tivermos em uma crise muito alta não seria recomendável voltar", disse Figueiredo durante uma 'live' nas redes sociais nesta quinta-feira (26). 

"Em um primeiro momento nós não tínhamos a estimativa ainda que a situação ia se agravar, nós tínhamos uma expectativa otimista que esse vírus não teria grande desenvoltura na região Centro-Oeste, especialmente no calor de Mato Grosso. Essa decisão nós vamos rever. Se no dia entendermos que não é conveniente voltar as aulas na rede estadual, essa será a decisão do governo", completou o gestor. 


No primeiro decreto publicado, no dia 16 de março, o governador Mauro Mendes (DEM) suspendeu as aulas entre os dias 23 de março a 5 de abril, atribuindo a suspensão como antecipação de férias. No mesmo documento, o Estado estabelece regras quanto ao isolamento social fechando parques públicos e praças, além de impor regras ao comércio. Porém, em um novo decreto publicado nesta quinta-feira (26), o chefe do Executivo, apesar de manter a suspensão das atividades escolares, voltou atrás em relação ao funcionamento de comércios, permitindo inclusive a abertura de shopping centers.

Casos de coronavírus em MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou, nesta quinta-feira (11), que Mato Grosso registra 11 pessoas infectadas com o Covid-19, o coronavírus. O número revela um aumento de duas novas ocorrências em relação ao último balanço da pasta, emitido na quarta-feira (25) - dia em que o estado também comprovou outros dois contágios pela doença quando comparado ao levantamento anterior. A SES apontou também que monitora outras 385 ocorrências suspeitas no Estado.

De acordo com o boletim diário emitido pela secretaria, os dois novos casos de coronavírus são de pessoas que residem em Cuiabá. As outras nove ocorrências, conforme já noticiado pelo HNT/HiperNotícias, são de Várzea Grande (2), Nova Monte Verde (1) e da Capital (6).

egundo a pasta, dos 455 casos notificados desde o início das checagens, 59 ocorrências já foram descartadas, número que representa 12,9% do montante. Ainda que não tenha registrado nenhum óbito, Mato Grosso tem dois pacientes infectados que seguem hospitalizados.

Conforme o balanço, dos 11 infectados seis são homens e cinco mulheres. O perfil etário dos homens aponta que os pacientes têm entre 31 e 50 anos. Já no grupo das mulheres, as pacientes têm entre 26 e 45 anos.

A SES informa que os únicos laboratórios que apresentaram documentação ao Laboratório Central do Estado (Lacen) e estão aptos a realizarem exames são o Laboratório Carlos Chagas e o Hospital Santa Rosa de Cuiabá.

Comentários