POLÍTICA ▸ RECADO AO DEPUTADOS

Se não é fiel nem à esposa, não será em votação, afirma João Batista

O clima pesou nos bastidores da Assembleia nesta terça (16) após o deputado estadual João Batista (Pros) usar a tribuna para colocar em dúvida a fidelidade conjugal de colegas parlamentares. O episódio ocorreu durante a discussão sobre a manutenção do veto do governador Mauro Mendes (DEM) à Lei Complementar 362020 que acabava com o desconto de 14% nos vencimentos de aposentados e pensionistas que recebem até o teto do INSS de R$ 6,1 mil.

14 deputados declaram que votaram para derrubar o veto. No entanto, o painel eletrônico registrou 11 votos pela manutenção e 12 pela derrubada quando eram necessários 13 para derrubá-lo.

 "O único que consegue verdadeiramente provar que votou é o deputado Ulysses Moraes porque filmou e mostrou. Mas se muitas vezes o camarada não consegue ser fiel nem à mulher em casa, como que ele vai garantir que é fiel em alguma votação.  Infelizmente para a população vai ficar essa dúvida: se o deputado A ou B votou ou não”, disse João Batista, causando mal estar entre os colegas de Parlamento.

O Site apurou que a maioria dos deputados se revoltou com a postura de João Batista. Cobrado no grupo de Whatsapp dos parlamentares, chegou a reconhecer que exagerou e pediu desculpas pela declaração.

Comentários