ECONOMIA ▸ AGRICULTURA

Quinze mil mudas de cacau são distribuídas a agricultores para incentivar a produção em MT

Um projeto de incentivo à produção de cacau distribuirá 15 mil mudas do fruto para agricultores de Juruena, a 893 km de Cuiabá, onde o projeto é desenvolvido. Na região existem mais de 100 agricultores. Desses, 60 devem participar de um curso de capacitação para a produção de cacau.

O projeto 'Poço de Carbono Juruena' em parceria com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, busca oferecer alternativas sustentáveis de renda aos agricultores familiares e povos indígenas.

Segundo os organizadores dessa iniciativa, as mudas devem ser distribuídas entre dezembro deste ano e janeiro de 2020. A ação tem por objetivo intensificar a cultura na região.


De acordo com especialistas do projeto, a plantação de cacau ajuda a recuperar áreas degradadas, conservar os mananciais aquíferos e os nutrientes do solo, além de manter o equilíbrio do clima, por absorver carbono da atmosfera.

A plantação desse fruto é uma alternativa para diversificação de culturas em Mato Grosso.

Produção em MT
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados em 2017, Mato Grosso possuía, até então, uma área plantada de 980 hectares e com produção de 647 toneladas de cacau.

Os números representam a soma das áreas plantadas em 12 municípios do estado, com destaque para Alta Floresta, Colniza e Cotriguaçu.

Na sequência, estão Paranaíta, Aripuanã, Brasnorte, Novo Mundo, Nova Monte Verde, Porto Estrela, Rondolândia, Terra Nova do Norte e Carlinda.

A produção mato-grossense representa 2,16% do índice nacional. A produtividade média, no estado, é de 660 quilos por hectare.

Comentários