POLÍCIA ▸ FACÇÕES

Quadrilha fortemente armada que planejava roubo em Poconé é presa

A Polícia Militar prendeu, neste domingo (21), em Cuiabá, uma quadrilha fortemente armada que planejava roubo à cidade de Poconé. Nove pessoas foram presas com uma submetralhadora, uma espingarda semiautomática e um carro roubado.

Um dos suspeitos contou aos policiais que havia recebido ordens de uma facção criminosa para levar o carro, armas e parte dos suspeitos para a realização de roubo em Poconé.

A polícia chegou aos suspeitos durante patrulhamento tático pela Avenida General Mello, quando avistaram dois homens e uma mulher saindo de uma residência, no bairro Poção. Os suspeitos perceberam a presença da viatura da PM e um deles foi visto arremessando algum objeto ao solo. O trio foi abordado pelos policiais.

Durante a ação, a equipe policial avistou mais pessoas suspeitas em alguns cômodos no imóvel, eles tentaram fugir, mas foram capturados pela polícia. Na checagem aos dados dos suspeitos, os policiais identificaram um homem que estava foragido da justiça com três mandados de prisão em aberto por crimes de roubo no Estado de Sergipe.

Na casa, a PM encontrou uma tornozeleira eletrônica rompida, os policiais descobriram que o objeto arremessado no chão por uma das pessoas se tratava da chave de um carro da marca Honda roubado, o veículo estava estacionado do outro lado da avenida. Ainda na residência, os policiais apreenderam duas armas de fogo longas, sendo uma espingarda semiautomática da marca Gauge calibre 12 carregada com oito munições intactas e uma submetralhadora da marca Lanchester calibre 9 mm. Sete homens e duas mulheres receberam voz de prisão.

Os policiais constataram que o carro Honda havia sido roubado no último dia 14, no bairro Jardim Aquários, na Capital. De acordo com o boletim de ocorrência, os três suspeitos renderam a vítima que deixava uma residência levando o veículo. A PM localizou o proprietário do carro e fez a restituição do automóvel à vítima.  As nove pessoas foram conduzidas à Delegacia. A ocorrência foi entregue para a Polícia Judiciária Civil.

Comentários