POLÍTICA ▸ ELEITORAL

PSC de Poconé não presta contas na justiça eleitoral; Fundo suspenso

O Partido Social Cristão do município de Poconé - MT, teve o fundo partidário, que é um Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, suspenso por não prestar contas das eleições do ano passado. A suspensão ocorre um ano antes das eleições municipais de 2020.

A ação foi instaurada pelo juízo da 4ª Zona Eleitoral de Poconé, que averiguou as contas partidárias do PSC, referente à arrecadação e aplicação de recursos do exercício financeiro de 2018.

O prazo para o partido político apresentar a prestação de contas anual à Justiça Eleitoral foi até 30 de abril. Segundo a ação, após acabar o prazo, o presidente do partido, foi notificado para apresentar as contas em 72 horas, mas acabou não enviando.

Sendo assim, a Juíza Eleitoral, Kátia Rodrigues de Oliveira, comprovou a inércia da sigla em não apresentar suas contas, mesmo após diversas oportunidades e intimações. A Juíza decidiu também que o PSC de Poconé ficará com os repasses do fundo partidário suspensos enquanto a situação continuar irregular. 

 

Comentários