CIDADES ▸ FLEXIBILIZAÇÃO

Promotores de Eventos tentam flexibilizar decreto na cidade de Poconé

Com intuito de viabilizar meios de flexibilizar o novo decreto nº 167/2021 consolidado pela Prefeitura Municipal de Poconé em dezembro de 2021, estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (18/01), alguns representantes de festas religiosas, prestadores de serviços (Djs, Proprietários de equipamentos de sonorização, idealizadores e promoters), para uma importante reunião com os vereadores, Prefeito e o Promotor de justiça da Comarca de Poconé, Mário Anthero, para estudar quais possibilidades poderiam ser analisadas, visando flexibilizar o decreto, relacionado a realização de eventos no município.

Primeiramente, no atual decreto consta a proibição da emissão de alvarás para quaisquer tipos de eventos, bem como, a proibição de som automotivo em espaços públicos, além da multa de 10 UPFM a aqueles que descumprirem com as medidas restritivas. José Gonçalo Pereira, Dj e radialista no município de Poconé, esteve representando a classe dos produtores de evento e destacou que com as medidas restritivas impostas no decreto, infelizmente prejudica a classe que acaba acumulando despesas, tendo em vista que não há locais para que possam desempenhar seus serviços, como é o caso do mesmo, que além de Dj, também realiza serviços de sonorização em eventos.

“Com a proibição dos eventos, nós ficamos sem trabalhar e muitos de nós fizemos investimentos em nossos equipamentos, se ficarmos sem ter como exercer nossa profissão vamos acabar acumulando dívidas e dando possibilidades de que as festas clandestinas voltem a acontecer como já vem acontecendo aqui no município” ressaltou.

Comentários