POLÍTICA ▸ REABERTURA

Presidente Misael é notificado sobre reabertura de CPI do Paletó; Câmara analisa recurso

Opresidente da Câmara, Misael Galvão (PSB), foi notificado na manhã de hoje (19) da decisão judicial que determinou a recomposição da CPI do Paletó com vereadores que assinaram originalmente o pedido de instalação, a maioria de oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). O prazo estabelecido pelo juiz Wladys Roberto Freire do Amaral, da 4ª Vara Especializada de Fazenda Pública, de 24 horas, só deve contar a partir da juntada da intimação a Misael no processo.

Segundo apurou a reportagem, a Procuradoria Geral da Câmara ainda analisa a possibilidade de recurso contra a decisão, que ficaria suspensa. O procurador Daniel Teixeira informou que a decisão deve ser cumprida antes de eventual suspensão, mas que as medidas serão decididas por Misael em reunião na tarde desta quinta.

A CPI, aberta para investigar suposta tentativa de obstrução de investigações pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e também pelo ex-secretário de Estado Alan Zanatta, está suspensa desde março de 2018. Os vereadores querem saber se o prefeito e seu aliado tentaram barrar a apuração de caso de corrupção narrado pelo ex-governador Silval Barbosa e seu ex-chefe de gabinete, Sílvio Correa, em delação premiada.

O pedido de abertura da comissão de inquérito foi assinado inicialmente pelos vereadores Marcelo Bussiki (PSB), Felipe Wellaton (PV), Abílio Júnior (PSC), Joelson Amaral (PSC), Dilemário Alencar (PROS), Diego Guimarães (PP) e Toninho de Souza (PSD) - além de Gilberto Figueiredo (PSB), hoje secretário de Saúde e Elizeu Nascimento - eleito deputado pelo DC.

Os integrantes da CPI deveriam ser escolhidos entre eles, porém, vereadores da base de apoio do prefeito assinaram posteriormente. O então presidente da Câmara, vereador Justino Malheiros (PV), acabou nomeando Adevair Cabral (PSDB) e Pedro Nadaf (PV) para compor a comissão.

Em comunicado à imprensa, o vereador Misael Galvão confirmou que irá se reunir com a procuradoria para "tomar conhecimento técnico da decisão" e decidir os próximos passos. Um pronunciamento, ainda sem data nem horário, deve ser feito para anunciar as medidas a serem tomadas.

Comentários