ESPORTES ▸ FUTEBOL

Premier League chega a 30 anos como a liga mais forte do mundo, diz especialistas

A Premier League está de volta — em edição especial. Mais badalada competição nacional, o Campeonato Inglês recomeça neste fim de semana e comemora 30 anos de existência em 2022.

A liga é considerada hoje a principal do planeta. Reúne a maioria dos clubes mais ricos do mundo e vai arrecadar mais de R$ 63,7 bilhões nas próximas três temporadas. Concentra centenas de jogadores de seleção, das mais diversas nacionalidades. E os donos vão de bilionário da Tailândia a fundo de investimentos da Arábia Saudita.

Mas como a primeira divisão do Campeonato Inglês chegou nesse estágio? Por que ela é tratada por especialistas como a mais forte? Quais as consequências das transformações que sofreu? E quem brilhou na competição nesses 30 anos? É o que o ge traz nesta reportagem.

O atual poder financeiro dá enorme vantagem competitiva para os clubes ingleses. Veja por exemplo a janela de transferências de verão em vigor. Em tempo recorde, a Premier League já gastou mais de € 1,2 bilhão em contratações(R$ 6,7 bilhões). Bundesliga, LaLiga, Ligue 1 e Serie A juntas investiram juntas € 1,7 bilhão (R$ 9 bilhões).

É o nono ano seguido que a PL ultrapassa € 1 bilhão em gastos com transferências no verão europeu. E no inverno passado, o investimento dos clubes ingleses (majoritariamente da elite) representou 34% do total movimentado (US$ 349,5 milhões de US$ 1,03 bilhão), segundo a Fifa.

Levantamento do Observatório de Futebol do Centro Internacional de Estudos de Esporte indica que a Premier League foi responsável por 44% do investimento em taxas de transferência em 2021, entre as cinco maiores ligas da Europa. Os valores para 2022 só serão fechados em setembro, quando fecha a janela nos principais mercados.

Comentários