POLÍCIA ▸ CERCO FECHADO

Polícia Judiciária Civil faz operação para prender 89 ladrões de celulares em Mato Grosso

A Polícia Civil deflagrou em todo o Brasil, na manhã desta quarta-feira (17), a Operação Voleur, de repressão a crimes contra o patrimônio, em especial à subtração de aparelhos celulares.

A operação é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC) e integra ações policiais desencadeadas em todos os estados para reprimir crimes de roubo, furto, receptação, com cumprimento de prisões e de buscas e apreensões.

Em Mato Grosso, um efetivo de 400 policiais foram empregados no cumprimento de 89 prisões e 81 mandados de buscas e apreensões, resultado de investigações que vem sendo coordenadas por delegacias especializadas e municipais em diferentes regiões do estado.

Em uma das investigações, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande cumpriu 42 mandados de buscas, que resultaram na recuperação de dezenas de aparelhos celulares modelos smartphones furtados no município.

O delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso, Mário Dermeval Aravéchia de Resend, vice-presidente do CONCPC, pontua que a operação sinaliza o esforço investigativo das polícias judiciárias estaduais na repressão aos crimes que impactam diretamente na sensação de segurança da população, como roubos e furtos.

“O Conselhos dos Chefes de Polícia, por meio do Comitê Permanente de Análise e Repressão a crimes contra o patrimônio traçou essa operação com todos os estados para fazer frente a esses delitos e prestar contas sobre a repressão qualificada e resultados das investigações desenvolvidas pela Polícia Civil”, observa o delegado.

O balanço final com os resultados da Operação Voleur será divulgado no final da tarde desta quarta-feira (17).

O nome Voleur é uma referência a quem pratica crimes contra o patrimônio.

Comentários