POLÍCIA ▸ CPF CANCELADO

Poconeano morto pela Policia Militar era violento e roubou carro de pastora

Regielton Arruda Luiz da Silva, de 20 anos, conhecido como Fumacinha, morto após trocar tiros com a Força Tática da Polícia Militar na ponte Sérgio Mota nesta quinta-feira (19), tinha um histórico vasto criminal.  Ele possuía mais de 10 passagens e agia com “extrema violência” nos roubos que praticava. 

De acordo com o coronel Marcos Sovinski, Comandante no 2º Comando Regional da Polícia Militar, Fumacinha foi preso na semana passada após roubar um carro na Beira Rio. Com 20 anos, já colecionava passagens por tráfico de drogas, porte ilegal de arma, roubo e furto.

Nesta quinta-feira, ele e o comparsa, identificado como Renato Alves de Bessa, renderam uma pastora na Avenida Beira Rio e roubaram a caminhonete dela. 

Em seguida, fugiram sentido a ponte Sérgio Mota, que liga Cuiabá a Várzea Grande. O tiroteio ocorreu quando os criminosos fugiam da abordagem da Força Tática. Fumacinha foi baleado e morreu na unidade de saúde. 

Nas diligências, a Polícia Militar localizou um veículo branco no bairro Jardim das Oliveiras. Dentro, havia roupas pretas e masculinas. O carro [e suspeito de dar apoio a ação da dupla. 

O comparsa Renato foi preso e levado para Cisc Parque do Lago. O caso deve ser repassado a Polícia Civil que vai apurar o envolvimento de outros suspeitos.

Comentários