MUNDO ▸ ESCÓCIA

Parlamentar britânica é presa após embarcar em trem com Covid-19

A parlamentar britânica Margaret Ferrier foi presa no Reino Unido após admitir que embarcou sabidamente infectada com o novo coronavírus em um trem que seguia de Londres para Glasgow, na Escócia, informaram veículos de imprensa nesta segunda-feira (4).

A viagem ocorreu em setembro, no mesmo dia em que a parlamentar recebeu o teste positivo. Segundo o jornal "The Guardian", a polícia de Londres não prendeu Ferrier porque, à época, ainda não havia penalizações para quem descumprisse a quarentena estando infectado.

Entretanto, as autoridades inglesas levaram o caso à Escócia, cuja polícia abriu uma investigação criminal contra a parlamentar. A prisão, segundo os jornais britânicos, ocorreu nesta segunda-feira.

Ferrier confessou que viajou infectada dias depois da viagem, o que causou um escândalo político no Reino Unido e, especialmente, na Escócia. A primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, pediu que a parlamentar renunciasse ao cargo. Ela se recusou a sair do Parlamento, mas acabou suspensa pelo Partido Nacional Escocês (SNP, na sigla em inglês).

Em 1º de outubro, Ferrier pediu perdão nas redes sociais e disse que ela mesma avisou a polícia sobre a viagem.

"Eu me responsabilizo completamente e peço a todos que não cometam o mesmo erro que eu cometi e que façam tudo o que puderem para ajudar a limitar a disseminação da Covid-19", disse.a

Comentários