Oriana Paes de Barros morre aos 68 anos

Morreu na manhã desta terça-feira (8) em Cuiabá a advogada Oriana Paes de Barros, 63 anos. Procuradora da Fazenda Nacional aposentada, ela estava internada no Complexo Hospitalar de Cuiabá, após sofrer um acidente doméstico no seu apartamento.

Oriana foi submetida a uma cirurgia na cabeça em função da queda, mas devido às complicações acabou não resistindo.

Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso desde 2017, Oriana trabalhou e foi precursora em diversos órgãos públicos de Mato Grosso.

Bisneta do ex-governador Antonio Paes de Barros, ela foi responsável por deixar viva uma história memorável do bisavô.

Ela foi superintendente do Ibama em Mato Grosso, criou a colônia de pescadores em Barão de Melgaço. “Foi uma surpresa pra mim, era uma pessoal saudável”, lembra a presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, Neila Barreto.

O velório será restrito à família. O enterro será no cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá. 

"À família deixo registrado o meu sincero sentimento de pesar. O momento é muito delicado e de muita dor. Que Deus possa confortar o coração de vocês”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Oriana era bacharel em Serviço Social e pecuarista. "Foi a primeira mulher no Brasil a presidir, por eleição, uma Federação de Pescadores. “Com toda certeza será uma perda não só para os familiares como para Cuiabá. Era pessoa sempre ativa, em busca da efetivação das causas sociais e jurídicas”, disse o prefeito.

Comentários