POLÍTICA ▸ ELEIÇÕES 2020

Objetivo é tirar Emanuel Pinheiro, que envergonha Cuiabá, dispara Fabio Garcia

O ex-deputado federal Fábio Garcia (DEM) explicou que recuou da disputa a prefeitura de Cuiabá por um “objetivo maior”. Segundo ele, o grupo político decidiu apoiar o ex-prefeito Roberto França (Patriota) para poder “tirar Emanuel Pinheiro” do Palácio Alencastro.

Na avaliação do ex-deputado federal e suplente a senador, Emanuel Pinheiro “envergonha Cuiabá”. “Vou apoiar o Roberto pra que a gente possa mudar Cuiabá, tirar o prefeito Emanuel Pinheiro, que tá aí nessa prefeitura, porque achamos que ele envergonha Cuiabá”, disse o democrata.

Fábio Garcia falou que o DEM chegou a essa conclusão durante esta terça-feira. Ele disse que o seu recuo foi um pedido do governador Mauro Mendes (DEM).

Por por isso, achou melhor “dar um passo atrás” em sua pré-candidatura. “Na verdade, houve um pedido do partido, em especial do governador Mauro Mendes, do presidente da Assembleia (Eduardo Botelho), para que eu na verdade desse um passo atrás e apoiássemos o Roberto por entender que ele está melhor posicionado eleitoralmente do que eu neste momento”, resignou-se Fábio Garcia.

Apesar de ter iniciado na última semana uma articulação para viabilizar uma candidatura ao Palácio Alencastro, o ex-deputado nega estar decepcionado por não entrar na disputa. “Não faço política sozinho, só pra mim mesmo. Não dependo do dinheiro público, tenho outra atividade. Minha vida continua”, disse.

Nesta terça-feira, o DEM homologou o apoio a candidatura do ex-prefeito Roberto França. O partido indicou o vereador Marcelo Bussiki como o candidato a vice-prefeito.

Comentários