CIDADES ▸ QUEIMADAS

Numero alto de Incêndios sobrecarregam Corpo de Bombeiros em todo Mato Grosso

O número de chamadas por incêndio em Mato Grosso sobrecarregam o efetivo do Corpo de Bombeiros nessa época do ano. Segundo o major Antônio Marco Guimarães, o número de focos de calor no estado aumentou 80% em comparação com o ano passado.

Com o aumento, o trabalho dos militares cresce na mesma proporção.

Ao todo, segundo o major, foram registrados 12.990 focos de calor até o dia 15 de agosto.

O registro é considerado o mais crítico dos últimos sete anos.

“É humanamente impossível atender todas as ocorrências que chegam, se tivermos de 30 a 40 queimadas urbanas em um dia, por exemplo. Vamos atendendo até quando o efetivo der”, afirmou o major.

O Corpo de Bombeiros em Mato Grosso tem, no total, 1,4 mil militares. Dos 141 municípios do estado, apenas 22 possuem base dos bombeiros.

De acordo com o militar, o aumento da demanda neste ano aumentou a expectativa da corporação.

Bloqueio do Fundo Amazônia

O Corpo de Bombeiros afirmou que precisa de mais apoio e vê com preocupação o bloqueio do Fundo Amazônia que, até este ano, investiu R$ 12 milhões em estrutura para combate ao fogo no estado.

Os recursos vindos do Fundo Amazônia foram responsáveis pela montagem do batalhão de emergências ambientais do estado, dois aviões de combate a incêndios, novos equipamentos, além da aquisição de viaturas de combate a incêndios.

Incêndio no Parque Estadual Serra de Ricardo Franco — Foto: Reprodução

Com o bloqueio dos repasses da Alemanha e Noruega para o Fundo, o governo do estado, que passa por uma grave crise financeira, afirmou que não terá como manter e expandir o combate, pois vai precisar retirar dinheiro de outras áreas para continuar investindo.

A compra de um novo avião e mais veículos, dependia do dinheiro do Fundo Amazônia e agora dever ser cancelada.

Comentários