ESPORTES ▸ MERCADO

Nenê topou reduzir salário em mais de 70% na Série B para trocar Fluminense pelo Vasco

O flerte era antigo, mas namoro e casamento aconteceram rapidamente. Nenê surpreendeu, rescindiu com Fluminense e está de volta ao Vasco após quase quatro anos. Uma negociação rápida em que pesou o desejo do jogador. Para retornar a São Januário, ele topou reduzir seu salário em mais de 70% em um primeiro momento.

O contrato assinado na casa do diretor Alexandre Pássaro na noite desta terça-feira, pouco mais de uma hora após a rescisão com Fluminense, vai até dezembro de 2022 e prevê cenários diferentes. Caso o Vasco consiga o acesso à Série A, Nenê terá seu salário reajustado a partir de janeiro, compatível com aumento de receitas do clube. No momento, o salário de Nenê representa quase 10% do que ele recebeu em sua primeira passagem em São Januário.

O acordo também prevê metas de produtividade. Ainda que Nenê as cumpra e o Vasco retorne à Primeira Divisão, o valor do salário será praticamente a metade do que o atleta recebia nas Laranjeiras.

- Não temos que pensar (em não subir). Mas é claro que é uma possibilidade. Já está tudo conversado para o ano que vem. Se ficar na Série B é uma coisa, se subir é outra. Imagino que com outros jogadores também seja assim – disse Nenê, em sua apresentação.

Comentários