POLÍTICA ▸ QUEIMADAS

Nem sabe onde fica MT, dizem deputados ao criticar Deputado Molon sobre PL do Pantanal

Insatisfeitos com a participação do deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ) na Comissão Externa da Câmara que acompanha as queimadas do Pantanal, os deputados José Medeiros (Pode) e Doutor Leonardo (SD) reclamaram não estarem incluídos na discussão pelo presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM).

A fala foi feita durante coletiva de imprensa com o deputado Arthur Lira (PP-AL), que é candidato à presidência da Câmara contra o nome apoiado por Maia, que é Baleia Rossi (MDB-SP). Lira tem apoio do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A comissão é coordenada pela professora Rosa Neide (PT-MT) e Molon tem feito a defesa do “PL do Pantanal” desde 2018 (PL 9050/2018), de sua autoria, que trata da conservação e o uso do Bioma Pantanal.

“O Molon nem sabe onde fica Mato Grosso e está com a questão do Pantanal”, disse Medeiros que ainda defendeu o uso do chamado “boi bombeiro” para prevenir incêndios na região. Ele alega que os animais, ao comerem as pastagens, não deixariam que o material acumulasse levando a incêndios de grandes proporções. A tese não tem embasamento científico e já foi rechaçada por especialistas da UFMT que estudam o Pantanal.

Os deputados se dizem incomodados com o fato de um parlamentar do Rio de Janeiro liderar a discussão e reclamam que, mesmo sendo de MT, eles não estariam sendo ouvidos.  “Eu sou da região do Pantanal, conheço a realidade. Com todo respeito ao Molon, mas acho que nós que somos daqui temos que contribuir”, afirmou Doutro Leonardo durante a coletiva.

Comentários