CIDADES ▸ COM DORES

Mulher é detida em Cuiabá após exigir consulta em posto que só atende covid

Uma moradora do bairro Vila Rosa, em Cuiabá, foi levada para a delegacia após exigir atendimento no posto de saúde do bairro. A situação ocorreu na manhã desta sexta-feira (26) e a mulher foi acusada de desacato pela servidora do posto. A mulher estava com muitas dores e precisava de um encaminhamento do médico para exame, no entanto, a atendente disse que não iria encaminhá-la para consulta, pois o local só estava atendendo pacientes com suspeita de covid-19.

O marido da paciente contou ao  que a esposa estava com dores no estômago há semanas. Ela passou por uma consulta e o médico prescreveu um remédio, no entanto a medicação não surtiu o efeito esperado. Na quinta-feira (25), a mulher buscou novamente o posto de saúde para tentar ser atendida, mas a servidora disse que ela não poderia consultar porque ali só eram atendidos pacientes com sintomas de covid-19. No entanto, outra servidora pediu que a mulher voltasse na manhã desta sexta, que o médico iria dar o encaminhamento para que ela realizasse o exame.

Assim a moradora procedeu. Ela estava com muitas dores e o esposo a levou até a unidade de saúde. Ambos esperaram por horas até que uma servidora, que também atende na farmácia do posto, disse que a mulher não seria atendida pois ela não morava no bairro.

Minha esposa estava com dores. A gente mora no bairro há 15 anos e essa mulher já me deu remédio errado. Eu sempre pego insulina e ela me entregou uma diferente. O médico disse que não morri por sorte. Ela disse que minha esposa não seria atendida, ela reclamou e a mulher chamou a polícia. Viemos todos para a delegacia e foi registrado um boletim por desacato. A gente não quer nada de graça, é nosso direto ter atendimento”, relata o homem.

Na delegacia, foi registrado o boletim por desacato. Mas o casal deve também registrar a queixa de recusa de atendimento por parte do médico e dos servidores. Ao fim, a mulher continuou passando mal e não foi atendida.

Além do fato ocorrido com a esposa, o homem contou que sempre que vai buscar sua insulina tem servidores consumindo bebidas alcoólicas e confraternizando no local. “Eles tomaram conta do posto, ninguém fiscalizada nada”, relata.

Outro lado

A Secretaria Municipal de Saúde informou por meio de nota que:

"O desentendimento aconteceu no PSF Novo Mato Grosso. A paciente chegou no local para pegar um encaminhamento para endoscopia.
-Neste momento de pandemia, os PSFs estão atendendo por livre demanda, mas os pacientes que chegam com problemas respiratórios estão sendo atendidos com prioridade.
-A atendente pediu para a paciente aguardar, pois ela seria atendida, mas ela não aceitou esperar e se exaltou.
-A Polícia foi chamada e as duas foram para a delegacia, onde a servidora registrou um BO.
-A Secretaria reitera que todos os pacientes são atendidos, mesmo que não sejam por suspeita de covid-19".

Comentários