NACIONAL ▸ PROVAS

MPRJ denuncia Doutor Jairinho por torturar filha de ex-namorada no RJ

O Ministério Público do Rio (MPRJ) denunciou nesta sexta-feira (30) o médico e vereador do Rio Dr. Jairinho por tortura contra a filha de uma ex-namorada do parlamentar.

As agressões contra a criança aconteceram entre os anos de 2011 e 2012, segundo o MP.

“Tem-se que o denunciado batia com a cabeça da vítima contra diversos lugares, chutava e desferia socos contra a barriga da criança, além de afundá-la na piscina colocando seu pé sobre sua barriga, afogando-a, e de torcer seu braço”, diz a denúncia.
Mais cedo, a Polícia Civil anunciou o indiciamento e o pedido de prisão de Jairinho pelo mesmo suposto crime.

Em entrevista coletiva, o delegado Adriano Marcelo França, titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) afirmou que a criança tinha pavor e pânico ao ver o carro de Jairinho. A prisão preventiva do investigado foi solicitada à Justiça.

"A figura do doutor Jairinho trazia lembranças das agressões. Ela ficava segurando na perna da avó para não ir ao encontro do Dr. Jairinho. Quando os familiares identificaram a ânsia de vômito e o pânico na criança, ela foi afastada do convívio de Jairinho. A criança foi praticamente criada pela avó por questões familiares", disse o responsável pela investigação.

Os investigadores conseguiram provas documentais a partir dos relatórios médicos de hospitais para onde a criança foi levada na época das agressões. Ao todo, foram quatro laudos obtidos para serem usados como provas.

Comentários