CIDADES ▸ GASTOS

MP quer gastar R$ 150 mil com notebooks de última geração em Mato Grosso

O Ministério Público do Estado (MPMT) publicou um aviso de licitação nesta segunda-feira (11) informando que pretende adquirir 30 notebooks para utilização dos servidores e membros do órgão.

De acordo com o edital da licitação, os notebooks devem atender uma configuração mínima de um processador Core i5, memória RAM de 8 GB (expansível até 32 GB), SSD de 240 GB, e sistema operacional Windows 10 Professional (64 BITS). O MPMT não estimou quanto pretende gastar com o negócio, mas notebooks de configuração similar são encontrados atualmente pelo valor médio de R$ 5 mil.

A organização vencedora que se interessar pelo negócio deve faturar ao menos R$ 150 mil para fornecer os 30 notebooks. O pregão eletrônico para escolha da empresa deve ocorrer no próximo dia 20 de janeiro, às 9h30 (horário de Brasília).

Chama a atenção, porém, que recentemente o MPMT se envolveu numa “polêmica” após publicar uma outra licitação que previa a compra de 201 Iphones 11, ao custo de R$ 8,3 mil cada, além de 199 smartphones também de última geração, ao custo total de R$ 2,2 milhões. O negócio ganhou as manchetes entre o fim de novembro e o início de dezembro de 2020, e também teve destaque em veículos de comunicação de abrangência nacional.

Na época, o MPMT justificou a aquisição dizendo que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) havia aumentado a demanda pelo trabalho remoto de servidores e membros do órgão. Houve também outra justificativa: a substituição de computadores e notebooks que perderam a garantia.

Comentários