NACIONAL ▸ PUXA SACO

Ministro Sérgio Moro bajula família Bolsonaro e critica importante revista

O ministro  da Justiça Sergio Moro usou sua conta no Twitter neste sábado (14), para bajular a família do presidente da república, Jair Bolsonaro (PSL). O juiz ainda aproveitou para criticar uma reportagem de uma renomada revista nacional, a respeito do trabalho de coaching de Heloísa Bolsonaro, esposa do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

De acordo com Moro, o mesmo é “um grande defensor da liberdade de expressão e de imprensa”, mas que “a matéria em questão realmente ultrapassou certos limites éticos”.

O ministro compartilhou a publicação do general Augusto Heleno, que chefia o Gabinete de Segurança Internacional, e que também questionou a ética jornalística da publicação.

Realizada pelo jornalista João Paulo Saconi, a reportagem revista Época dá detalhes de um mês de sessões de coaching online sobre autoconhecimento feitos com a nora do presidente.

Heloísa fala de Eduardo como um de seus “cases de sucesso”, além de Citar Olavo de Carvalho e outros nomes amados pelo bolsonarismo.

Sem saber que Saconi era jornalista, ela teria defendido a nomeação do marido como embaixador em Washington e comentado supostas irregularidades em financiamentos do BNDES. O repórter também afirma que recebeu de Heloísa a indicação para acompanhar veículos, blogs e personalidades que apoiam o bolsonarismo, como Terça Livre, Renova Mídia e Filipe G. Martins (assessor especial da Presidência para assuntos internacionais).

O curso de autoconhecimento custa R$ 1.350 e é o mais barato oferecido pela esposa do deputado.

Comentários