POLÍCIA ▸ TENTATIVA

Membro de facção que jogou homem de ponte é localizado em Poconé

Integrante da facção criminosa Comando Vermelho, teve mandado de prisão cumprido nessa segunda-feira (6), em Poconé (100 km ao sul de Cuiabá). O homem de 19 anos era procurado por tentativa de homicídio e já tinha passagem por furto e direção sem CNH.

A ação aconteceu por volta das 17h55, no bairro Cruz Preta, durante patrulhamento rural da Cavalaria. A equipe visualizou um grupo de pessoas em um local escuro, que logo percebeu a presença dos policiais e correu para o interior da residência próxima.

A equipe então se dividiu para encontrar os suspeitos, e o homem com mandado em aberto foi localizado tentando fugir pela frente do imóvel. O rapaz foi abordado pelos policiais, e durante checagem no Sistema Nacional de Justiça (CNJ), foi constatada a ordem de prisão por tentativa de homicídio.

O suspeito teve R$ 160 e um celular Motorola apreendidos, e foi conduzido até a delegacia de Polícia Civil de Poconé. 

O crime

No dia 4 de junho de 2020, o criminoso e mais dois homens amarraram os pés e as mãos da vítima vulgo “Gambá” e o jogaram da ponte Rio Bento Gomes, localizada no município de Poconé. 

A vítima foi resgatada depois da PM receber denúncias de populares a respeito de um homem que estaria amarrado no meio do rio. Com a chegada dos policiais, “Gambá” foi salvo e informou à equipe que teria sido abordado por quatro homens encapuzados e armados com um revólveres calibre 22 e 28, que estavam em um carro Chevrolet Prisma, de cor vermelha. 

Ele então teria sido colocado no porta-malas do carro, que foi conduzido até uma estrada de chão, onde o agrediram, amordaçaram, amarraram e por fim o levaram até a ponte do rio, de onde foi jogado. 

“Gambá” ainda relatou que durante o sequestro ouviu os suspeitos rirem e um deles falou “esse não vive mais”, momento em que a vítima reconheceu a voz do criminoso. A mãe do acusado era vizinha da avó de “Gambá”, sendo assim pessoa do convívio da vítima.

Comentários