POLÍCIA ▸ TENTATIVA

Justiça nega liberdade para suspeito de tentar matar jovem em Poconé

A Justiça decidiu em manter a prisão preventiva de Joeder Felipe Pereira Duarte, suspeito de participação na tentativa de homicídio contra o ex-presidiário, Wellington Assis de Paula, vulgo Gambá.

O acusado foi preso no começo deste mês, durante patrulhamento realizado por Policiais da Rotam nas proximidades do Bairro Santa Tereza, Na ocasião, Joeder portava uma pistola Calibre .40, dois carregadores e 12 munições. Segundo informações, a arma pertencia à Superintendência da Policia federal no estado do Maranhão.

Durante investigação policial, Joeder foi reconhecido como um dos meliantes que atentaram contra a vida de Wellington Assis de Paula, Vulkgo Gambá, ocorridos no mês passado.

Na decisão, a justiça citou que o acusado possui vastos registros criminais, inclusive quando ainda adolescente é suspeito pelo crime de homicídio, além disso, mesmo ciente de que estava sendo investigado e processado por crimes doloso, voltou a cometer infração penal.

“Assim, sem padecer de qualquer mácula, inviável a revogação da prisão preventiva ou aplicação das medidas cautelares diversas previstas nos CPP, art. 319, menos abrangentes e eficazes, porquanto insuficientes à manutenção da ordem pública. Assim, restando devidamente comprovadas nos autos as circunstâncias ensejadoras da custódia cautelar, deve ser mantida a prisão preventiva, nos termos dos artigos 311 e 312, ambos do Código de Processo Penal, na medida que a soma das penas ultrapassa a 4 anos de reclusão. Pelo exposto, com fundamento no art. 312 e art. 313, incisos I ambos do Código de Processo Penal, INDEFIRO o pedido de revogação da prisão preventiva do acusado”.

Comentários