ESPORTES ▸ SEM SALÁRIOS

Jogadores do Figueirense não entram em campo, e Cuiabá vence por W.O

Os jogadores do Figueirense cumpriram a ameaça e não entraram em campo para enfrentar o Cuiabá na noite desta terça-feira, na Arena Pantanal, em jogo válido pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O motivo é o protesto pelos salários atrasados. Com isso, o Cuiabá venceu por W.O. (placar de 3 a 0), ficando com os três pontos da partida.

Segundo Cristiano Dresch, vice-presidente do Cuiabá, os torcedores que pagaram pelo ingresso poderão fazer a troca para o jogo seguinte do time como mandante na Arena Pantanal, contra o Botafogo-SP, na sexta-feira.

Como foi o W.O.
Por volta das 20h20, com 50 minutos de atraso em relação ao cronograma inicial, os jogadores do Figueirense deixaram o hotel em direção à Arena Pantanal. No vestiário, permaneceram por 40 minutos, enquanto os atletas do Cuiabá realizaram o aquecimento no gramado. Na sequência, voltaram ao veículo e foram embora, sem dar entrevistas.

O árbitro da partida, Pathrice Wallace Corrêa Maia, seguiu o protocolo e aguardou 30 minutos, mas os jogadores da equipe catarinense não foram ao gramado. Maia, então, determinou o fim da partida. O caso será relatado na súmula.

A paralisação do elenco do Figueirense começou na tarde da última sexta, quando os jogadores não se reapresentaram após a derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta. A atitude se repetiu no fim de semana.

No domingo, por meio de nota, a diretoria afirmou que quitaria o salário CLT de julho e os dois meses de direitos de imagens em atraso no próximo dia 28 de agosto. Na sequência, os atletas rebateram o comunicado e exigiram o pagamento até esta terça – se não recebessem, não entrariam em campo, como de fato ocorreu.

Comentários