POLÍCIA ▸ RUPTURA DO HÍMEN

Idoso é preso por abusar da neta de 6 anos; perícia técnica constatou estupro

A Polícia Civil de Poxoréu (264 km de Cuiabá) sob comando do delegado Rafael Fossari, cumpriu na manhã desta segunda-feira (7), o mandando de prisão expedido pela comarca do município, em desfavor de E.F., de 67 anos, acusado de cometer o crime de estupro de vulnerável contra uma criança de apenas 6 anos.

Consta nos autos, que no último dia 23 a vítima foi até a cidade de Poxoréu em uma chácara para comemorar o aniversário de seu pai. No caminho de volta para Primavera do Leste juntamente com seu tio, o suspeito aproveitou de um momento que ficou sozinho com a menor e abusou da vítima, acariciando seus órgãos genitais, bem como introduzindo os dedos na sua genitália.

No dia seguinte, a mãe da criança recebeu uma ligação da escola dizendo que a ela estava se isolando dos demais alunos. Além disso, também teria reclamado de dores nas partes íntimas.

Em seguida, a mãe da vítima procurou o pai da criança para esclarecer os fatos, tendo o mesmo informado que não tinha conhecimento do ocorrido.

Posteriormente, eles ligaram para o tio, que compareceu até a casa do pai e relatou que o avô estava brincando com a vítima e teria batido a mão em sua genitália.

A criança passou por exames e o laudo pericial de violência sexual foi conclusivo ao constatar que “a presença de vestígios de lesões genitais como ruptura incompleta do hímen e equimose vermelha na mucosa genital permitem afirmar que houve ato libidinoso compatível com os fatos historiados”.

Diante dos fatos, o Ministério Público opinou pela decretação da prisão preventiva do acusado. “Da análise de todas as circunstâncias fáticas do caso concreto, bem como de todo o material probatório colhido nesta fase preambular, observo que, nesse momento, a medida cautelar consistente na prisão preventiva do representado é necessária”, diz trecho do documento.

Comentários