BOCA NO TROMBONE ▸ DIA DA MULHER

Homenagem as Mulheres Poconeanas

Maior planície de inundação do mundo, o nosso Pantanal tem entre suas grandes riquezas a gente que lá vive. Hoje, quero falar especialmente das mulheres que, ao longo dos anos, tiveram grande participação no desenvolvimento das cidades que estão no bioma.

Coragem e determinação são algumas das qualidades que todas elas têm em comum, passadas de geração e geração.  

As mulheres poconeanas, como pude ver com minha avó e minha mãe, nascidas em Poconé, possui lugar de destaque no cotidiano do Pantanal.

Elas são responsáveis pelo desenvolvimento econômico e social das comunidades onde estão inseridas.

Molas propulsoras do desenvolvimento do seu povo.  

É nosso dever, enquanto homens, reconhecer toda a contribuição dada por elas, respeitando-as sob todos os aspectos e homenageando-as por tudo o que fizeram
Elas possuem uma capacidade de se multiplicar para conseguir desempenhar todas as suas tarefas. São mães, esposas, amigas, isqueiras, boiadeiras, enfim, são o que querem ser. E isso, tenho certeza, não foi concedido, mas conquistado por elas, com muita luta.  

Boa parte das nossas tradições culturais são passadas de geração para geração pelas mulheres pantaneiras. A culinária característica, os causos e histórias contados nas rodas, tudo isso tem como grande protagonista a mulher poconeana.  

Neste contexto, Poconé, porta de entrada do Pantanal, possui em sua rica história de 239 anos, mulheres que desempenharam papéis de destaque na construção da nossa cidade rosa.

É nosso dever, enquanto homens, reconhecer toda a contribuição dada por elas, respeitando-as sob todos os aspectos e homenageando-as por tudo o que fizeram.  

Em nome de Eleonora Rodrigues Carvalho Dorileo, Nilce Falcão (in memoriam), minha querida mãe, Benedita Pereira de Oliveira e minha amada esposa Nádia Fernandes Martins de Oliveira, quero parabenizar todas as mulheres poconeanas pela data, dar o meu apoio para a conquista da equidade e nunca me esquecer das valentes mulheres pantaneiras.  

FÁBIO DE OLIVEIRA é advogado, contador e mestre em ciências contábeis.

Comentários