POLÍTICA ▸ PARQUE

Governador Mauro Mendes fala em indenização de R$ 3 bi e quer acordo para evitar pagamento

O governador Mauro Mendes (UB) defendeu que os Poderes cheguem a um acordo sobre o Parque Serra Ricardo Franco, em Vila Bela da Santíssima Trindade, para garantir que o Estado não seja obrigado a pagar indenização, segundo ele, de R$ 3 bilhões aos produtores que estão na localidade antes mesmo da criação do parque em 1997.

“Lá atrás fizeram isso e não pagaram ninguém e isso está rolando na Justiça, uma série de processos cobrando isso. Essa conta vai chegar, um dia vai chegar”, disse Mauro em entrevista à Rádio Capital, nesta quarta (18). Nessa linha, lembra que o estado paga, todos os meses, precatórios de coisas antigas de 20 e até 30 anos.

Uma reunião entre deputados, membros do Ministério Público e do Governo do Estado está agendada para acontecer hoje (18) à tarde. A reunião  acontece após os parlamentares “desenterrarem” o projeto de decreto legislativo  que prevê a extinção do parque.

O tema é polêmico e duramente criticado pelo MPE e por ambientalistas que apontam a existência de interesses ocultos no potencial agricultável e mineral do local.  Deputados negam e alegam que querem apenas garantir o direito dos produtores em aproximadamente 38 mil hectares.

Mauro,  por sua vez, defende que a medida via projeto não é mais adequada e ressalta a necessidade do diálogo para sanar a situação. Ele ressalta que o Estado teria que ficar sem pagar salários e fechar hospitais se fosse pagar os R$ 3 bilhões aos produtores.

“Estamos construindo uma solução porque a Justiça acabou de decidir que o parque é válido. Porque lá é área produtiva com 30 mil hectares, onde já se plantava soja, milho e o Estado criou um parque em cima. São mais de 3 bilhões a indenização. É tanto dinheiro que as pessoas nem tem noção que é tanto dinheiro assim”, alega.

Comentários