POLÍTICA ▸ ESQUEMA

Gaeco cumpre mandados contra prefeito em MT por desvio na saúde municipal

O prefeito de Rondolândia, Agnaldo Rodrigues de Carvalho (PP), a ex-secretária de Saúde, Kátia Monteiro, e o empresário Nélio de Matos Junior são investigados por desvios de parte do dinheiro que deveria ser utilizado para o pagamento dos profissionais da saúde contratados.

Nesta manhã de quinta-feira (30), o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco/MT) cumpriu mandados de busca e apreensão na Prefeitura, Secretaria Municipal de Saúde, nas residências e na empresa F. M. da S. Matos-ME, de propriedade do empresário, com sede na cidade de São Francisco do Guaporé (RO).

O Ministério Público Estadual apura ainda uma possível articulação que visava manter a empresa como vencedora nos procedimentos licitatórios realizados pela Prefeitura de Rondolândia, sempre com o objetivo de obterem vantagens ilícitas.

No mês de fevereiro, o prefeito chegou a ser afastado devido à denúncia de que ele pagava mensalinho a vereadores do município retornando ao cargo apenas sob liminar e, depois, em abril ele foi preso pela Polícia Federal de Ji-Paraná com R$ 8 mil que seriam oriundos de propina paga por uma empresa responsável pela execução de obras no Município.

Para realizar as diligências no Estado de Rondônia, os policiais mato-grossenses receberam o apoio do Gaeco/RO e do delegado da cidade rondoniense. 

Comentários