POLÍTICA ▸ VEXAME

Frasco entregue pelo Deputado Barbudo com cura da Covid é considerado inútil pela saúde

Foi considerado “sem consistência” para iniciar uma pesquisa útil ao enfrentamento à Covid-19, o frasco levado pelo deputado federal bolsonarista Nelson Barbudo (PSL) no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação prometendo se tratar de “projeto de pesquisa como mais uma ação no enfrentamento à pandemia provocada pelo novo coronavírus”.

O encontro com o ministro Marcos Pontes, em 12 de março, recebendo o conteúdo não revelado viralizou nas redes socias após veiculação de matéria em vídeo onde o parlamentar aparece entusiasmado com a novidade. Contudo, o site The Intercept Brasil questionou, via Lei de Acesso à Informação, qual seria a substância entregue por Barbudo e como ela poderia ser útil à pesquisa.

Segundo o MCI, “não foram apresentadas especificações técnicas, autorizações sanitárias ou alguma certificação dos produtos constantes nos frascos trazidos à audiência”, diz trecho da resposta que ainda frustrou a expectativa de Barbudo de que fosse, ao menos, iniciada uma pesquisa, pois “e não houve informação consistente para ser caracterizada como projeto pelo MCI”.

O responsável pela “descoberta” foi o engenheiro agrônomo Ilton Jhonne Alves, que teria procurado Barbudo pedindo ajuda para divulgar suas pesquisas. Questionado sobre o assunto, o deputado apenas falou que atendeu ao “jovem cientista”, mas também não explicou sobre o conteúdo.

Comentários