POLÍCIA ▸ PRESO

Ex-servidor de Cuiabá é preso por abusar de várias meninas carentes em MT

A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) prendeu, nesta quarta-feira (22), um ex-servidor comissionado da Prefeitura de Cuiabá, acusado de abusar sexualmente de duas meninas de 12 anos. Ele estava lotado na Secretaria de Governo da prefeitura e participava de projetos sociais, cargo que usou para cometer os crimes, de acordo com as investigações.

As investigações começaram em março. De acordo com a polícia, o bandido buscou as adolescentes na casa onde moravam, com autorização dos pais, para levá-las num curso de menor aprendiz.

Entretanto, no trajeto ele parou em supermercado, onde comprou bebidas alcoólicas e levou as duas, que são primas, para uma chácara no assentamento Monte Sinai, região do bairro Altos da Glória.

Ele convenceu as meninas a consumir a bebida e, quando elas estavam desacordadas, cometeu os abusos. Quando as duas acordaram, perceberam que estavam com as vestes violadas.

O agressor ainda pediu que elas tomassem banho antes de levá-las para casa. Os pais realizaram a denúncia e os exames periciais confirmaram que houve conjunção carnal, ou seja, os estupros de fato foram consumados.

Diante do apurado, foi representado pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça e cumprida nesta quarta-feira, pelos policiais da Deddica, na mesma chácara em que teriam ocorrido os abusos.

As investigações seguem em andamento para possível identificação de outras vítimas, uma vez que o suspeito utilizava do cargo e da confiança das famílias para chegar até as vítimas e praticar os abusos. (Com informações Polícia Civil)

Outro lado

Em nota, a Prefeitura de Cuiabá esclareceu que o homem foi exonerado em abril deste ano e lamentou o ocorrido. "O Executivo lamenta o ocorrido e reforça o compromisso de colaborar com a apuração instaurada."

Veja a íntegra da nota

A Prefeitura de Cuiabá informa que:

- O alvo de apuração policial exerceu cargo comissionado perante à Secretaria Municipal de Governo ocupando a função de assessoria; 

- Reforça que qualquer ato praticado fora de suas atividades administrativas no exercício do cargo de assessor são de completa responsabilidade do investigado;  

- O ex-servidor foi exonerado na data de 01/04/2022, conforme publicação na Gazeta Municipal; 

- O Executivo lamenta o ocorrido e reforça o compromisso de colaborar com a apuração instaurada.

Comentários