MUNDO ▸ PROCESSADO

Ex-presidente sul-africano Zuma se recusa a comparecer ante comissão anticorrupção

O ex-presidente sul-africano Jacob Zuma se recusou a comparecer nesta segunda-feira (15) diante da comissão encarregada de investigar a corrupção generalizada durante seus nove anos no poder.

Em janeiro, o Tribunal Constitucional, máximo órgão judicial da África do Sul, ordenou Zuma a comparecer, privando-o do direito de permanecer calado.

Mas nesta segunda-feira seus advogados avisaram que Jacob Zuma "não compareceria à comissão", apesar de ter sido convocado durante toda a semana.
O vice-chefe de Justiça, Raymond Zondo, que coordena o inquérito, disse que vai pedir uma ordem para a prisão de Zuma por desrespeito à Justiça.

A comissão foi criada em 2018. Desde então, Zuma, de 78 anos, só apareceu algumas vezes, e em uma delas nem falou. Dezenas de ministros ou ex-ministros, funcionários eleitos, empresários e altos funcionários foram ouvidos.

Comentários