VARIEDADES ▸ BRASILIA

Ex-capa da Playboy, é condenada a oito anos de prisão por tráfico

A ex-capa da Playboy Flávia Tamayo, conhecida como Pâmela Pantera, foi condenada a oito anos de prisão por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Investigações conduzidas pela 5ª Delegacia de Polícia apontaram que ela integrava uma organização criminosa formada por garotas de programa que, além de serviços sexuais, oferecia drogas sintéticas e cocaína a cliente de área nobre do Distrito federal. As informações são do Metrópoles.

Anteriormente, em junho do ano passado, a atriz pornô chegou a ser presa pela Polícia Civil do Espírito Santo pelas mesmas acusações. Depois de ser transferida para o DF, Pâmela passou a ficar em prisão domiciliar fazendo uso de tornozeleira eletrônica. Com a decisão da Justiça, que ainda pode sofrer recurso, a dançarina deve cumprir a pena em regime semiaberto.

Nascida em São Paulo, Flávia Tamayo ficou conhecida por estampar capas de revistas masculinas, como a "Playboy" e a "Sexy", e por atuar em filmes eróticos da franquia "Brasileirinhas". Ela também é dançarina e já ganhou concursos como o de "Miss Bumbum", quando ainda era corretora de imóveis e estudante de marketing.

Na Operação Rede, deflagrada em junho de 2020, policiais do DF cumpriram 37 mandados de busca e apreensão mirando grupos especializados no tráfico de drogas sintéticas e de cocaína em Brasília. O objetivo era desmantelar seis grupos de tráfico - destes seis, dois eram formados por garotas de programa.

Comentários