VARIEDADES ▸ BIG BROTHER

Eu queria chegar e fazer uma pegação geral, confesso, diz Natália Deodato

 Se teve alguém que se jogou de cabeça no "BBB 22", esse alguém foi Natália Deodato. A mineira de 22 anos mudou de visual durante o confinamento, fez amizade com as "comadres", brigou, namorou, brigou mais um pouco e foi eliminada com 83,43% dos votos em um paredão contra Gustavo Marsengo e Paulo André Camilo.

Para Natália, sua passagem pela casa mais vigiada do país não poderia ser diferente. "Totalmente intensa e de pura entrega, assim eu defino a minha jornada no 'BBB'", dispara a designer de unhas, que está feliz em ter chegado tão longe na disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão. 

"Gente, eu cheguei ao Top 8, estou chocada! Achei que fosse sair bem antes, na primeira semana. Estou muito feliz, muito grata. Consegui fazer movimentações de forma que, depois do excesso de paredões, permaneci oito semanas sem ir. Isso para mim foi muito significativo. Vejo como um mérito meu, pelo meu posicionamento dentro da casa, porque a forma como eu me movimentei foi aliviando a ida direto ao paredão", analisa. 

Logo que chegou na ao reality show, Natália deu uma rápida investida em Rodrigo Mussi. Em seguida, a sister direcionou sua atenção para Lucas Bissoli, mas acabou mesmo formando um casal com Eliezer, que na época ainda estava ficando com Maria. Agora que saiu da casa, Natália não quer saber de romance.

"Eu entrei muito de peito aberto para vivenciar todos os tipos de experiências, não focada em formar um casal. Eu queria viver a experiência ao máximo, até onde eu conseguisse. Eu queria realmente chegar e fazer uma pegação geral, confesso. Mas não fazer um casal. Dei um selinho no Rodrigo, na amizade e na brincadeira. O Lucas é um fofo, já falei isso para ele diversas vezes, um homão. Acho ele muito bonito, simpático e quietinho – uma coisa que eu gosto. Eu preferi ficar só na amizade mesmo e também aconteceram outras coisas e ele seguiu o caminho dele com a Eslô. Fico muito feliz por ele e torço demais. Mas eu não pensei, inicialmente, em formar casal, não", afirma. 

"Com o Eli, aqui fora vai ser só amizade mesmo. Lá dentro a gente realmente teve trocas de carinho. No início foi voto, aí, depois, beijei meu voto. Foi uma coisa bem conflitante, engraçada demais. Mas aqui fora eu planejo focar integralmente na minha carreira.

Há muitas metas que eu preciso traçar, principalmente pela minha família e pelo meu lado profissional. Relacionamento é algo que está quase em último plano, hoje, na minha vida. Principalmente com o Eli, que foi algo que aconteceu no jogo, que a gente viveu em um momento muito intenso. Eu quero ter uma amizade. Tenho muito carinho e respeito pela pessoa dele, mas aqui fora eu não tenho nenhuma expectativa quanto a ele, até porque eu tenho uma listinha, né?", dispara, aos risos. 

Comentários