ESPORTES ▸ SEGUNDONA

Equipe de Poconé se defende das acusações do Grêmio Sorriso sobre suposta escalação

Poconé e Grêmio Sorriso iriam se enfrentar no último sábado (17) pelo jogo de volta da semifinal da 2ª Divisão do Campeonato Mato-grossense, em duelo que seria no estádio Neco Falcão, em Poconé, valendo a vaga para a final e o acesso para a Primeira Divisão de 2020.

A partida foi suspensa pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MT) na tarde de sexta-feira (16), após a entidade receber uma notícia de infração protocolada pela equipe da Associação Grêmio Sorriso contra a equipe do Poconé Esporte Clube.

Na denúncia, o Sorriso alega uma possível escalação irregular do atleta Natan Rafael Perdigão na partida de ida da semifinal da 2ª Divisão, realizada no dia 10/08/2019 entre as equipes, no estádio Egídio Preima, em Sorriso. O jogo terminou 4 a 1 para o Poconé, com dois gols do próprio Natan.

De acordo com o técnico do Poconé, Hugo Alcântara, houve um equívoco na ficha de escalação do PEC no jogo da quinta rodada da fase de grupos, também contra o Sorriso, onde ele alega que o volante Natan não jogou com a camisa número oito, utilizada pelo volante Alemão, que teria sido o jogador punido dentro de campo com o cartão amarelo. Ainda de acordo com o técnico, Natan sequer entrou em campo, ficando apenas como suplente.

“O Sorriso está tentando ganhar os pontos fora de campo. Nossa equipe fez uma campanha perfeita. Na quinta rodada, na fase de classificação, o nosso volante Natan estava com dois amarelos e eu resolvi poupa-lo, é um jogador titular e ele ficou no banco comigo. Dei oportunidade para um garoto, Alemão, que já jogou na base do Poconé. Na distribuição das camisetas, eu dei a camisa número oito para o Alemão e o Natan pegou a número quinze. O nosso supervisor, como é acostumado com o Natan sempre de titular e com a camisa oito, deixou no papel, Natan com a oito, entregando para a arbitragem. Mas, o Natan não jogou e estava com a camisa número quinze. Já o Alemão, jogou com a oito e levou o cartão amarelo. Então seria o primeiro cartão do Alemão e o Natan continuaria com dois. Aconteceu esse imbróglio, vamos nos defender”, disse o técnico via telefone.

No outro jogo da semifinal, o Nova Mutum, estreante em competições profissionais, venceu o Cacerense nos pênaltis neste domingo (18) e garantiu a vaga na final, além do almejado acesso para a 1ª Divisão do Mato-grossense em 2020.

Comentários