MUNDO ▸ CALMA

Donald Trump diz que governo da China enviou soldados à fronteira

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tuitou nesta terça-feira (13) que foi informado de que o governo da China enviou militares à fronteira com Hong Kong em meio à crise na região.

O norte-americano também replicou uma publicação que mostra o movimento de veículos supostamente militares se movimentando em Shenzhen, perto da fronteira chinesa com Hong Kong. Não se sabe, porém, se o vídeo mostrado tem relação com a crise entre os dois países

A imprensa estatal da China publicou esta semana que o país asiático está reunindo a Polícia Armada do Povo e conduzindo exercícios na cidade próxima de Shenzhen, aumentando o temor de que Pequim possa intervir para reprimir os protestos.


A guarnição do Exército da Liberação do Povo em Hong Kong publicou um vídeo recente mostrando tropas conduzindo exercícios anti-tumultos contra manifestantes e seu principal comandante na cidade alertando que a violência é absolutamente inadmissível.

Na terça-feira, oficiais americanos disseram à Reuters que a China negou o pedido para que dois navios da marinha dos EUA visitassem Hong Kong nas próximas semanas. Os oficiais afirmaram que, embora os motivos da recusa não tenham sido especificados, esse tipo de resposta não é sem precedentes.

A última vez que a China negou uma visita a Hong Kong pelo mar foi para o navio de assalto Wasp, em setembro de 2018.

Trump também escreveu que ele e os EUA são acusados "pelos problemas que ocorrem em Hong Kong". "Não imagino por quê", escreveu o presidente.

Comentários