POLÍTICA ▸ VERBAS

Deputados Federais de Mato Grosso investem fortunas em Redes Sociais

Os oito deputados federais de Mato Grosso tiveram gastos estranhos com a cota da Câmara no ano de 2020. Por exemplo, uma das notas fiscais apresentadas pelo deputado federal Nelson Barbudo (PSL) é referente ao pagamento de uma produtora de São Paulo pela prestação de serviço de produção de vídeos e transmissões ao vivo nos perfis pessoais do deputado em redes sociais.

Os pagamentos se repetiram em quase todos os meses de 2020. Uma das redes sociais dele ficou 8 meses sem ser atualizada, mas a empresa continuou recebendo para abastecê-la.

Segundo o Instituto Operação Política Supervisionada, a cota pode ser usada para divulgação das atividades parlamentares, mas sem promoção pessoal. Já o deputado Carlos Bezerra (MDB) pagou entre fevereiro e novembro do ano passado R$ 150 mil para uma agencia publicitária fazer a gestão das redes sociais dele.

Entre as postagens, mensagens motivacionais, dicas de leitura e pedidos de voto. O deputado José Medeiros (Pode) apresentou uma nota na Câmara de uma diária de hotel em Cuiabá, mas o único compromisso destacado nas redes sociais dele na data da hospedagem foi a convenção partidária que o lançou candidato ao Senado na eleição suplementar em Mato Grosso.

Em nota, José Medeiros disse que ficou na capital entre os dias 14 e 16 de setembro, sendo que no dia 15, no período noturno, participou da convenção do Podemos. No entanto, não citou os compromissos que teria antes da convenção no dia 15 e disse que dia 16, um dia depois, atendeu no escritório parlamentar na capital.

Em nota, Nelson Barbudo disse que é atuante nas redes sociais e que no valor pago à produtora estão inclusos serviços a análise das notícias relevantes, assim como todo parlamentar faz e compartilha, para transmitir aos seguidores. "O valor questionado pela emissora é para a gestão destas redes sociais, mas também de serviços como edição de vídeos, criação de material de impressão, estrutura de estúdio com câmera de cinema digital, luzes e captação de áudio profissional e tripés", diz.

Comentários