CIDADES ▸ PREVENÇÃO

Deletran reforça blitzes da Lei Seca antes e durante festas neste fim de ano

A Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran) irá reforçar as blitzes da ‘Lei Seca’ antes e durante as festas de fim de ano. A intenção é fazer com que os motoristas reflitam sobre as consequências de dirigir embriagado e também coibir a inadimplência com os documentos dos veículos. O principal ponto, segundo o delegado Christian Cabral, continua sendo evitar mortes.

“Está sendo estudado o incremento da fiscalização, justamente para antes do início das festividades. Isso serve para que as pessoas possam refletir das consequência de se comportar às margens da lei. Seja no caso da embriaguez ou na conferência do Estado dos equipamentos, documental, entre outros”, explicou o delegado ao Olhar Direto.
 
Christian ainda pontuou que este é um bom momento para o cidadão aproveitar o 13º salário para quitar os débitos veiculares, para evitar transtornos no fim de ano. O delegado ainda destaca que a Lei Seca tem trazido resultados, mudando o pensamento de diversas pessoas, principalmente sobre a questão da soma entre bebida e direção.
 
“Porém, ainda observamos que os índices estão muito altos, fora dos padrões que encontramos em outros Estados. Ainda há necessidade de intensificar as ações de fiscalização. Após cinco anos, ainda não conseguimos fazer mais que uma ação por semana. É um número tímido e baixo para nossa realidade. Mas ficamos emperrados por falto de recursos humanos e materiais. Infelizmente surgem pequenos espaços e o efetivo trabalha de forma voluntária, sem remuneração”, explicou o delegado.
 
Christian ainda cita o Rio de Janeiro como um dos exemplos promissores. “Lá, criou-se uma estrutura própria para a Lei Seca. Costumam ter mais de uma operação por dia, em vários locais ao mesmo tempo. Seria algo benéfico, um batalhão exclusivo. Aqui”.

O especialista em direito e gestão de trânsito do Rio de Janeiro, Gabriel França, afirmou que as blitzes da Lei Seca são as mais eficazes para reduzir o número de vítimas no trânsito. Ele afirmou que foi somente com o uma política diária que os cariocas aprenderam a lição e reduziram pela metade o número de ocorrências do tipo. 

Comentários