CIDADES ▸ AJUDA

Combate a incêndio no Pantanal ganha reforço após fogo em área de 66 mil hectares

Com área queimada de 66 mil hectares, o equivalente a 92 mil campos de futebol, o combate ao incêndio que atinge o Pantanal mato-grossense ganhou reforço de Mato Grosso do Sul. Serão enviados, nesta sexta-feira (7), três helicópteros de médio porte das Forças Armadas, uma aeronave C130, dez militares do Corpo de Bombeiros, dez brigadistas do Ibama e dez fuzileiros navais, para se unirem às equipes coordenadas do Estado.

As equipes de combate terrestre estão atuando na região desde o dia 21 de julho. Quatro dias depois, a fumaça chegou à região metropolitana de Cuiabá, potencializa pelo deslocamento de uma frente fria pelo Sudeste do país.

Além do incremento das forças federais e do Estado de Mato Grosso do Sul, sete equipes terrestres e dois aviões de combate do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, uma aeronave do CIOPAer, maquinários da Secretaria de Meio Ambiente, e de produtores rurais da região, pessoal e veículos do Sesc Pantanal, além da Prefeitura de Poconé estarão apoiando a Operação Pantanal 2 em Mato Grosso.

Nesta quarta-feira (05) chegou em Cuiabá a aeronave UH-15 (Super Cougar) da Marinha para o reconhecimento e alinhamento junto ao CIMAN das estratégias de combate no local. 

O comandante geral do CBMMT, o coronel BM Alessandro Borges Ferreira, disse que “o Estado de Mato Grosso, por meio das Secretarias de Segurança Pública e de Meio Ambiente já vem trabalhando de forma integrada e apoiando as ações do CIMAN e o reforço das Forças Armadas e do Governo do Mato Grosso do Sul possibilitará a otimização dos recursos para o êxito na extinção do incêndio".

Comentários