ECONOMIA ▸ TRABALHO

Colheita de soja em MT gera milhares de empregos e salários e benefícios atraem trabalhadores

Milhares de trabalhadores chegaram em Mato Grosso para ajudar na colheita da soja deste ano. De acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a colheita da soja é a que mais gera empregos no campo. Em 2020 foram gerados 13 mil postos de trabalho.

A previsão é de mais uma safra recorde, totalizando mais de 127 milhões de toneladas de soja colhidas no Brasil.

O operador de máquinas agrícolas Adriano Ferreira saiu de Engenheiro Beltrão, no Paraná, e desembarcou em Mato Grosso e já chegou empregado.

“Eu vim do Paraná para ganhar um pouco de dinheiro a mais, colher a safra e fazer um dinheiro. Em Engenheiro Beltrão eu fazia entrega em um supermercado e tirava R$ 2 mil por mês. Agora vim para cá para colher a soja. Dá para tirar de R$ 6 mil a R$ 7 mil nesses 40 dias", afirma.

Sorriso, município que fica no médio-norte de Mato Grosso e detém a maior produção de grãos do país, recebe por ano cerca de 1.500 mil trabalhadores para a safra.

Comentários