NACIONAL ▸ DISPARADO

Brasil tem sete vezes mais contaminados por Covid-19 do que mostram as estatísticas oficiais

O Brasil tem sete vezes mais casos de coronavírus do que apontam as estatísticas oficiais, mostra a primeira etapa nacional de uma pesquisa coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O levantamento foi realizado durante uma semana, entre 14 e 21 de maio, para testar a presença da doença na população.

Isso quer dizer que em um grupo de sete pessoas com o coronavírus, apenas uma sabe que está infectada.

Das 15 cidades com maior prevalência de acordo com o levantamento, 11 estão na região Norte:

Na cidade de Breves, no Pará, 24,8%, ou seja, praticamente um quarto da população está ou esteve com coronavírus
Em Tefé, no Amazonas, quase 20%
Em Belém, mais de 15% tiveram a doença
Em Manaus, 12,5%
Em Macapá, quase 10%.

No Nordeste, Fortaleza e Recife têm os maiores índices de infectados.

Em São Paulo, 3% foram infectados. No Rio de Janeiro, 2%. Na região Sul, apenas Florianópolis apresentou prevalência superior a 0,5%.

Na região Centro-Oeste, a pesquisa não encontrou caso positivo nas 9 cidades estudadas, apesar de já existir casos e mortes confirmados.

Das cidades visitadas, 21 eram capitais. Os domicílios e as pessoas testadas foram escolhidos por sorteio. Os pesquisadores também analisaram a proporção da população que se contaminou em cada região do país.

Como é feita a pesquisa
O levantamento já teve três etapas concluídas no Rio Grande do Sul. Pesquisadores do Ibope, participantes do projeto, com equipamentos de proteção individual, foram a campo e fizeram 25.025 entrevistas. Aplicaram também testes rápidos para o coronavírus em 133 municípios de todos os estados do país, incluindo o Distrito Federal.

Comentários