NACIONAL ▸ ENTEVISTA

Bolsonaro desrespeita vítimas da Covid ao dizer país de maricas ao Brasil

O presidente Jair Bolsonaro desrespeitou as vítimas da Covid-19 ao dizer que o Brasil deve deixar de ser um "país de maricas".

No mesmo evento, Bolsonaro disse que brasileiros devem enfrentar pandemia de "peito aberto", enquanto tem uma situação privilegiada. O presidente conta com equipe médica 24 à disposição dele no Palácio da Alvorada

Nesta terça, o consórcio de veículos de imprensa noticiou que o Brasil chegou a 162.842 mortes causadas pela Covid-19.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (10) que o Brasil tem que "deixar de ser um país de maricas" e enfrentar a pandemia de Covid-19 de "peito aberto".

"Tudo agora é pandemia", queixou-se Bolsonaro durante discurso no Palácio do Planalto, em cerimônia de lançamento de um programa de turismo.

Mais cedo, nesta terça, o consórcio de veículos de imprensa noticiou que o Brasil chegou a 162,6 mil mortes provocadas pela Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, e a 5,67 milhões de casos confirmados.

"Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas. Olha que prato cheio para a imprensa. Prato cheio para a urubuzada que está ali atrás. Temos que enfrentar de peito aberto, lutar. Que geração é essa nossa?"

Comentários